sexta-feira, setembro 04, 2009

Ideia de poeta

Quando a Musa estridente
invadiu o aposento
estava histérica.

Numa mão a vanguarda de ordem
noutra, o metro de guerra.

O poeta
deu o seu grito redondilho,
a palavra manifesta –
entre uma e outro
epicatártico e liricômico
escolheu a janela.

Um comentário:

Cristiano Knapp disse...

Não sabia que poetas também sofriam com a histeria da inspiração. Mas de fato janelas são sempre a solução quando se perde a batalha; só não se sabe quem voará por ela.