quarta-feira, maio 07, 2008

He who hath glory lost

De James Joyce, com uma tentativa - a primeira e por tal condenável mas escusável - de tradução

He who hath glory lost, nor hath
Found any soul to fellow his,
Among his foes in scorn and wrath
Holding to ancient nobleness,
That high unconsortable one -
His love is his companion.

Ele que a glória perdeu, não
Viu alma que a sua seguisse,
Entre ira e desdém de inimigos
Defendendo a nobreza antiga,
Altaneira que a si só basta -
Seu amor lhe faz companhia.

Um comentário:

Daniel F. Ribeiro disse...

Boa sorte com a tradução do resto. =D

A propósito, aqui é o Daniel, colega de Letras e também amigo da Pamela, sabe?

Até mais!